Saiba como ajudar seu peludo no São João.

16.06.2017

Não é incomum ver um gato com medo de ruídos altos, especialmente fogos de artifício e trovões.

Eles geralmente demonstram medo escondendo-se. Entretanto um gato que sofra de uma fobia de ruídos pode começar a apresentar sinais de ansiedade antes mesmo de começarem os ruídos. O barulho da chuva no telhado da casa, flashes de luz e até a queda de pressão atmosférica antes da tempestade podem ser suficientes para desencadear a ansiedade.

 

Grande parte desse incômodo vem da natural superaudição que nossos amiguinhos têm. Humanos são capazes de captar frequências auditivas entre 20 e 20 mil Hz, enquanto eles captam entre 40 e 60 mil, além de possuir músculos na orelha que o capacitam a ouvir tais sons mais rapidamente. Em outras palavras, o que para nós é só um ruído alto, para eles pode ser um estrondo que tende a acarretar uma intensa resposta emocional. 

Para saber se seu bichano ou cãozinho sofre com esses barulhos, observe suas reações. Se ele começar a salivar excessivamente, latir ou miar sem parar, colocar as orelhas para trás, arregalar os olhos, se curvar, procurar se esconder em lugares escuros, suar e até tremer, saiba: ele está sofrendo.

 

Para minimizar o desconforto, em primeiro lugar, é preciso que o dono reconheça o problema. A postura de forçar o animal (cão ou gato) a passar pelo medo para torná-lo mais forte não surte efeito. O bicho sente um pavor real, que causa reações físicas, e o que ele mais precisa nessa hora é de proteção. Se o pet começar a segui-lo pela casa toda, se esconder entre suas pernas como uma criança ou correr para debaixo da cama, não ignore estes sinais. O medo altera os batimentos cardíacos e a frequência respiratória, e, em longo prazo, pode trazer consequências cardiovasculares negativas.

 

 

Como ajudar meu peludo nessa situação?

  • Primeiramente, mantenha-se calmo, pois isto ajudará seu gato a se sentir seguro. Você pode até tentar brincar com ele para distrai-lo do barulho;

  • Verifique se seu gato tem um local seguro para se refugiar. Os gatos normalmente correm para debaixo da cama ou de poltronas para escapar dos ruídos altos. O motivo deles escolherem esses lugares é que ali se sentem protegidos e o barulho de trovões e fogos é abafado. Caso seu gato ainda não tenha escolhido um lugar, providencie um;

  • Feche bem cortinas e janelas, para abafar o som;

  • Não esconda sua comida. Deixe sua comida e sua água sempre à mão. Não esconda-as como castigo ou faça chantagem para que ele saia do seu esconderijo. Dê um tempo e espere que seja ele quem saia e que possa comer e beber quando tiver vontade e se sentir seguro;

  • Não o repreenda. Pense que sua atitude é impulsionada pelo instinto, não pode controlar. Não o repreenda, isso só pode piorar a situação;

  • Não tente acalmá-los. Não o pegue para fazer carinho, entre outras coisas, porque ele não quer se sentir preso e sem saída. Além disso, se você tenta acalmar, isso fará com que ele acredite que seu comportamento é normal e, da próxima vez, é possível que exagere ainda mais para conseguir seus mimos;

  • Fale suavemente. De maneira calma, mas sem tocar, diga que não aconteceu nada, que você esta ali com ele e que logo tudo vai acabar;

  • Esteja a seu lado. Se você viu onde ele se escondeu, vá para perto dele. Sentir sua presença, ainda que ele não vá com você, o fará se sentir seguro e protegido.

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Curta esse post
Please reload

Posts Em Destaque

Vou viajar, e agora?

25.08.2017

1/2
Please reload

Arquivo
Please reload

Compartilhe este post
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
T-SHIRT BEST CAT MOM

T-SHIRT BEST CAT MOM

R$49.99Preço
T-SHIRT QUEEN OF CATS

T-SHIRT QUEEN OF CATS

R$49.99Preço
T-SHIRT GATEIRA ASSUMIDA

T-SHIRT GATEIRA ASSUMIDA

R$49.99Preço
  • w-facebook
  • Twitter - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Instagram Clean

Copyright © 2018 Menina dos Gatos - Todos os direitos reservados

@meninadosgatosstore

@meninadosgatos